ARQUEOLOGIA E ANTROPOLOGIA FORENSE

Arqueologia e Antropologia são o estudo histórico de restos humanos e objetos, edificações e outros artefatos a eles associados.

Arqueólogos e Antropólogos forenses podem aplicar as mesmas técnicas para cenas de crime, para obter evidências de restos mortais humanos, bem como de drogas, armas e bens roubados, ou furtados, encontrados em cenas de crime, seja de idade recente ou não.

ARQUEOLOGIA FORENSE

 

Um arqueólogo forense pode ser de grande ajuda à polícia na localização do local onde o corpo e objetos pessoais da vítima, ou de bens roubados/furtados que foram enterrados, através de geologia e geofísica e técnicas de levantamentos, bem como a utilização de imagens e fotografia.

O  arqueólogo forense também pode ajudar com a escavação, utilizando ferramentas e conhecimentos semelhantes aos utilizados em uma escavação arqueológica. Isso tem de ser feito lentamente e cuidadosamente, e os arqueólogos vão registrar e preservar qualquer coisa encontrada em todas as fases e profundidades ( por exemplo, flocos de tinta, cabelo, roupas ou “DNA”), pois pode ser uma evidência vital. Também a cor e o estado do solo podem ser úteis na investigação.

Arqueólogos forenses podem datar itens encontrados em túmulos, incluindo os ossos, usando uma variedade de técnicas. A datação com carbono pode determinar se o local de sepultura é recente ou antigo.

   Arqueólogos forenses podem estar envolvidos na escavação de valas comuns para a produção de provas para crimes de guerra ou no recolhimento e tratamento de restos humanos e objetos pessoais de vítimas em massa, como nas explosões de bombas e acidentes de avião.

As evidências são trabalhadas pelo arqueólogo forense que sabem como degradar ou decompor materiais ao longo do tempo e em condições específicas. Esta técnica é importante, pois pode ajudar a determinar, por exemplo, há quanto tempo um corpo foi enterrado pelo estado da roupa ou do solo circundante, ou por quanto tempo mercadorias roubadas ou furtadas tenham sido enterradas pelo dano(s)  posterior nos materiais metálicos e outros.

Arqueólogos forenses podem ter que depor em tribunal como testemunha ou perito e precisam ser capazes de comunicar questões complexas a um público leigo.

ANTROPOLOGIA FORENSE

 

Antropólogos forenses trabalham com esqueletos humanos ou organismos que estão irreconhecíveis (através da queima, mutilação ou mumificação), a fim de ajudar a identificar indivíduos e descobrir a causa da morte.

Antropólogos forenses podem identificar os ossos e fragmentos de ossos, e determinar se eles são humanos ou animais. O tamanho e a forma do esqueleto podem ajudar a determinar a raça, sexo, altura e idade da vítima. Os ossos podem ainda contribuir a descobrir a causa da morte ( acidental, intencional ou por doença), e se ocorreu qualquer prejuízo para os ossos antes, durante ou após a morte (pré, perí ou post mortem)

Usando softwares e técnicas informatizadas, os antropólogos forenses podem recriar faces a partir do crânio ou parte dele, o que pode ajudar na identificação da vítima(s). Esta técnica baseia-se na anatomia e fisiologia de ossos e músculos, bem como o conhecimento artístico da forma humana.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: