ESTADO DE SÃO PAULO COMPROVA SER UM EXEMPLO NO COMBATE A VIOLÊNCIA.

Por Reinaldo Azevedo

Trato aqui amiúde do Estado de São Paulo como um caso exemplar de combate à violência. Segundo os números do Estado, os homicídios por 100 mil habitantes em 2010 estão abaixo dos 10 por 100 mil na capital e ligeiramente acima disso no Estado. Isso torna capital e estado os menos violentos do país. A petralhada reclama. Vocês sabem: governo tucano está proibido de fazer a coisa certa mesmo quando faz. Já petista está sempre certo mesmo quando faz a coisa errada.

Não é só a secretaria que faz o trabalho de compilação de dados. O Instituto Sangari, em parceria com o Ministério da Justiça, elabora o Mapa da Violência. Em 2010, eles divulgaram os dados referentes ao período que vai de 1997 a 2007. Novos números vieram à luz hoje, agora do período 1998-2008

São Paulo, que era o 5º estado mais violento em 1998, foi para a 25ª posição – lugar em que já estava no ranking passado: uma queda de 62,4%. Os homicídios caíram de 39,7 para 14,9 por 100 mil. Reitero: esses números melhoraram bastante entre 2008 e 2010. No mapa anterior, a capital paulista estava em penúltimo lugar no ranking dos homicídios. Agora, está em último.

Vejam o quadro. Ainda volto ao assunto.

Estatística

Não tente indagar alguns “especialistas” brasileiros sobre as razões da queda dos homicídios em São Paulo. Eles buscarão as explicações mais disparatadas — e contraditórias entre si. Dirão tudo, menos o óbvio: São Paulo é um caso de sucesso, com muito a fazer, porque a polícia é mais eficiente e PORQUE PRENDE MAIS. Com mais bandidos dentro da cadeia, sobram menos bandidos fora dele. O Estado tem 40% dos presos do Brasil, embora conte com apenas 22% da população. Há energúmeno que diz que o estado prende demais, já que a violência, por aqui, é menor. Eles não entenderam que é menor porque prende mais…

Estatística criminal

Buscam-se as explicações mais exóticas. O índice teria caído por causa do Programa Nacional do Desarmamento ou do crescimento econômico. Mas por que, então, esses mesmos fatores não teriam atuado no Nordeste, onde a violência explodiu de modo alarmante? Se, antes, crescimento e progresso seriam fatores que concorriam para diminuir a violência, agora começa a surgir a tese inversa: provocariam o aumento. Em suma, qualquer desculpa é desculpa para não se reconhecer o óbvio.

Estamos diante de um desastre! Quem responde pela queda nacional da taxa de homicídios nestes 10 anos é, em grande parte, São Paulo. Como tem 22% da população e assistiu a um declínio de quase 63%, isso determinou a queda, bastante pequena, na taxa nacional. Em segundo lugar, mas muito atrás, vem o Rio, mas com impacto pequeno nos números gerais.

Vejam o que se deu no Nordeste, justamente onde a economia mais cresceu. “Ah, então crescimento econômico traz violência?” Besteira! Política de segurança pública errada é que gera violência. Se a riqueza estivesse na raiz do crime, a capital de São Paulo seria a mais violenta do país. MAS ELA É A MENOS (no Mapa da Violência, em penúltimo lugar)!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: