O que é o Policiamento comunitário?

O policiamento comunitário consiste em dois componentes principais, a parceria da comunidade e a resolução de problemas. Esta parceria tem se fortalecido nos últimos dez anos quando a segurança pública nos estados passou por crises sucessivas entre elas estão: greve das PMMG e ônibus 174, que foram marcos na percepção de que as forças policiais estaduais, principalmente a PM, precisavam de profundas reformas. Estas deveriam se iniciar com o fim do  “encastelamento”  ao qual a pm se sujeitou. O sentido pleno de segurança e bem-estar da sociedade nunca foram alcançados com práticas arcaicas de policiamento que se fundamentavam na pronta resposta a um evento ocorrido e na violência como prática recorrente.

Diversas comunidades urbanas enfrentam problemas sérios com o tráfico de drogas,violência de gangues ou grupos rivais, assassinatos, assaltos e roubos. As comunidades rurais e interiores do país também tem sentido o avanço da criminalidade em suas regiões.Acresce-se a isso o fato de a família não ser mais uma unidade tão estável como já fora antes. Governos em todos os níveis estão tendo maior dificuldade de equilíbrio dos orçamentos, o que, muitas vezes força as polícias a contingenciar seus recursos. Nesse ambiente dinâmico, instável e desfavorável o conceito de policiamento comunitário tem avançado.

Governo e líderes comunitários estão começando a reconhecer que eles também devem aceitar a responsabilidade por manter os seus bairros seguros. Comunidades devem tomar uma posição unificada contra o crime, violência e desrespeito à lei, em uma interação construtiva e benéfica a todos.

O policiamento comunitário é a democracia em ação. Ela exige a participação ativa de agências governamentais locais, cívicas e líderes empresariais, públicas e privadas, moradores, igrejas, escolas e hospitais. Além disso tem sugerido que o policiamento comunitário pode desempenhar um papel fundamental na forma como se prestam os serviços públicos à comunidade.

A implementação do policiamento comunitário requer mudanças fundamentais na estrutura e na gestão das organizações policiais. O policiamento comunitário difere da policiamento  tradicional na forma como a comunidade é percebida e, na expansão dos objetivos do policiamento. Embora o controle e prevenção da criminalidade permanecem prioridades centrais, as estratégias de policiamento comunitário utiliza uma ampla variedade de métodos para abordar estes objetivos. A polícia e a comunidade  se tornam participantes e resolvem os problemas de desordem e abandono (por exemplo, atividade de gangues, abandonado carros e edificações abandonadas) que, embora não sejam penalmente relevantes, podem, eventualmente,levar a formas graves de criminalidade. Como as ligações entre a polícia e a comunidade são reforçadas ao longo do tempo, a parceria que se seguiu será mais capaz de identificar e mitigar as causas subjacentes do crime.

A polícia está descobrindo que as táticas de controle do crime precisam ser ampliada com estratégias de prevenção da criminalidade, reduzir o medo do crime, e melhorar a qualidade de vida nos bairros. O medo do crime tornou-se uma significativo problema em si. A presença policial altamente visível ajuda a reduzir o medo dentro a comunidade, o medo que tem sido estreitamente correlacionadas com transtorno do que com o crime. No entanto, porque o medo do crime pode limitar a atividade, manter os moradores em suas casas, e contribuir para as ruas vazias, neste clima de declínio pode resultar em um número ainda maior de crimes. Com o envolvimento da comunidade, a polícia terá mais recursos disponíveis (recursos aqui é o envolvimento e comprometimento) para as atividades de prevenção da criminalidade, em vez reforçar a uma resposta-pós-fato- à criminalidade. Dentro desta perspectiva se inserem as unidades de polícia pacificadora no estado do Rio e os postos de policiamento comunitário no Distrito Federal.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: